At midday on Friday 5 February, 2016 Julian Assange, John Jones QC, Melinda Taylor, Jennifer Robinson and Baltasar Garzon will be speaking at a press conference at the Frontline Club on the decision made by the UN Working Group on Arbitrary Detention on the Assange case.

Tuesday, February 15, 2011

Portuguese - Uma Chamada para uma Marcha Mundial de Milhões em Março 6, 2011



Uma Chamada para uma Marcha Mundial de Milhões em Março 6, 2011

Por Steve Beckow



Fevereiro 14, 2011

O dia do Amor


Mal acabei de publicar a "Chamada para uma Marcha de Milhões" em Washington, a 6 de Março de 2011, comecei a receber emails perguntando porque é que tinha limitado a Marcha apenas à América e que devia considerar ampliar a chamada aos povos de todo o mundo.


Concordo inteiramente com esse pedido para ampliar a chamada aos povos de todo o mundo.


Por esta razão, convoco os povos de todo o mundo para se unirem numa "Marcha Mundial de Milhões," a ser efectuada em 6 de Março de 2011, às 12:00 horas, hora local, em todas as cidades principais, capitais de estados ou de províncias, bem como nas capitais de todos os países.


O propósito desta Marcha Mundial de Milhões é fazer chegar, de um modo pacífico e amistoso, os nossos pedidos a todos os governos para tomarem medidas eficientes a fim de acabar com a opressão, exploração e perseguição do povo e, mais especificamente, acabar com:


(1) Os governos déspotas e ditatoriais em toda a parte.



(2) A distribuição desigual da riqueza em todo o planeta.



(3) Guerras e genocídeo.



(4) Crime organizado.



(5) Tráfico humano, escravatura sexual, trabalho infantil e todas as outras formas de exploração organizada.



(6) Erosão e desgaste dos direitos civis, invasão da privacidade, censura, e outras formas de controlo social dos povos do planeta.



Reconhecemos que as elites, as classes, os blocos de poder e as cabalas têm crescido em todo o planeta e controlam a população na totalidade, afastando dessa mesma população a riqueza do mundo.



Declaramos que
terminem agora no planeta todas as circunstâncias que pôem em desvantagem alguns povos a favor do bem estar de um pequeno grupo de elite, e que o bem estar de todos os povos seja a partir de agora o principío de toda a nossa orientação.

Declaramos mais uma vez a nossa concordância com os princípios incluídos na Declaração Universal dos Direitos Humanos, e nas Cartas e Convenções que emanaram dessa Declaração.


Reconhecemos a irmandade de todos os povos, seja qual for a sua religião, raça, nacionalidade, língua nativa ou outras diferenças.

Reconhecemos os direitos de todos os povos à paz, à liberdade e à igualdade de oportunidades.

Lutamos por um mundo sem pobreza, sem fome, sem carência de educação, sem domicílio e contra a doença.

Desejamos fazer nascer um mundo que funcione para todos, e não apenas para alguns. Não deixaremos de nos reunir e expressar, senão quando a ditadura, o crime e a corrupção tiverem terminado neste planeta.

Em nome de um mundo desejoso de respirar em liberdade,


Steve Beckow

Vancouver, Canada

Email:unity22@telus.net


Share




No comments:

Post a Comment